.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>
_

_ segunda-feira, junho 26, 2006 _


about a boy

Que calamidade, ainda que sejas feito
para os empreendimentos belos e grandes
esta injusta sorte que tens sempre
te negue encorajamento e sucesso;
que sejas impedido por hábitos de pouca monta,
e baixezas, e indiferenças.
E que horrível o dia em que cedes,
(o dia em que te deixaste e cedes),
e partes caminhante para Susa,
e vais-te ao monarca Artaxerxes
que em mostra de favor te põe na sua corte,
e te oferece satrapias e coisas do género.
E tu em desespero aceita-las
a estas coisas que não querias.
Outras procura a tua alma, por outras chora;
o louvor dos cidadãos e dos sofistas,
o difícil e valioso Notável;
pela Ágora, pelo Teatro, pelos Louros.
Estas coisas como vai dar-tas Artaxerxes,
estas coisas ondes vais encontrá-las na satrapia;
e que vida vais levar sem estas coisas.


Konstandinos Kavafis

João | 21:46 |

8 Comments:

At 29/6/06 19:19, Blogger rita said...

greeks :)

 
At 29/6/06 19:47, Anonymous tipo,joão said...

tens uma cena pelo thanos?
ogfgmfdmg.

 
At 29/6/06 22:47, Blogger Andre said...

O que eu gosto deste rapaz....

 
At 29/6/06 23:53, Blogger João M said...

sonho com o Thanos todas as noites.

ps: sem querer, estou a sacar a Barbara Morgenstern de um gajo cujo nick no soulseek é stadkind. :s a vida é um ciclo de contágio.

 
At 30/6/06 10:09, Anonymous um grego said...

UM DEUS DELES

Quando algum deles passava pelo mercado
da Selêucia, pela hora em que anoitece,
como um rapaz alto e perfeitamente belo,
com a alegria da imortalidade nos olhos,
com seus cabelos negros aromatizados,
os passantes olhavam-no
e um ao outro perguntava se o conhecia,
e se era Grego da Síria, ou estrangeiro. Mas alguns,
que observavam com mais atenção,
percebiam e afastavam-se;
e enquanto perdia-se sob as arcadas,
em meio às sombras e em meio às luzes da noite,
indo para o bairro que somente
à noite vive, com orgias e licenciosidade,
e embriaguez de todo tipo e lascívia,
divagavam qual Deles seria,
e por qual gozo suspeito seu
desceu às ruas da Selêucia
das Veneráveis, Excelsas Moradas.

K.KAVAFIS

 
At 30/6/06 11:48, Blogger João M said...

<3

 
At 30/6/06 21:58, Anonymous Anónimo said...

a barbara morgenstern rulla.


nowadays

 
At 18/7/06 10:41, Blogger menstruated_boy said...

"o que esperamos nós em multidão no Forum?
os Bárbaros, que chegam hoje.
dentro do Senado, porquê tanta inacção?
se não estão legislando, que fazem lá dentro os senadores?
é que os Bárbaros chegam hoje.
que leis haviam de fazer agora os senadores?
os Bárbaros, quando vierem, ditarão as leis.

por que é que o Imperador se levantou de manhã cedo?
e às portas da cidade está sentado,
no seu trono, com toda a pompa, de coroa na cabeça?

porque os Bárbaros chegam hoje.
e o Imperador está à espera do seu chefe
para recebê-lo. e até já preparou
um discurso de boas-vindas, em que pôs,
dirigidos a ele, toda a casta de títulos.

e por que saíram os dois Cônsules, e os Pretores,
hoje, de toga vermelha, as suas togas bordadas?
e por que levavam braceletes, e tantas ametistas,
e os dedos cheios de anéis de esmeraldas magníficas?
e por que levavam hoje os preciosos bastões,
com pegas de prata e as pontas de ouro em filigrana?

porque os Bárbaros chegam hoje,
e coisas dessas maravilham os Bárbaros.

e por que não vieram hoje aqui, como é costume, os oradores
para discursar, para dizer o que eles sabem dizer?
porque os Bárbaros é hoje que aparecem,
e aborrecem-se com eloquências e retóricas.
por que, subitamente, começa um mal-estar,
e esta confusão? como os rostos se tornaram sérios!
e por que se esvaziam tão depressa as ruas e as praças,
e todos voltam para casa tão apreensivos?

porque a noite caiu e os Bárbaros não vieram.
e umas pessoas que vieram da fronteira
dizem que não há lá sinal de Bárbaros.

e agora, que vai ser de nós sem os Bárbaros?
essa gente era uma espécie de solução."

 

Enviar um comentário

<< Home