.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>
_

_ quinta-feira, dezembro 15, 2005 _



No reference
No consequence
No commitment
Non existent
Lovely you
I think of you


*
My inspiration came from the longing I carried around as a child, longing for the future, for someone to find me, for magic to descend upon my life and transform everything. The film drew also from how this longing progressed as I became an adult, slightly more fearful, more contorted, but no less hopeful.
**
A partir da 2ª ou 3ª linha o uso recorrente do "Eu" foi prepositado porque reparei que estava a pensar em mim.
***
Yesterday was dramatic, today is almost ok.
****
Eram o número 12 e beberam chá.
*****
He's stating the obvious in a painful, needlessly detailed way, while I'm tripping on my own adrenaline, on the edge of the seat, refraining myself from shouting: "get on with it!". I should have signed up for something more physically demanding.
******
Nunca caíram de muito alto de uma esperança, por isso não se quebraram, mas estão amachucadas e já demasiado estragadas para a vida.
*******
I feel like i have just solved a giant mystery.
********

se me ponho a ler quando estou com sono acontecem coisas engraçadas. leio várias vezes a mesma frase para perceber, várias vezes, até que me esqueço do resto e a frase começa lentamente a ganhar o seu sentido. salto linhas, descontextualizo parágrafos, isolo significados, penso numa ideia, desisto a meio. de certo modo as leituras ensonadas não são completamente inúteis.
eis a razão destes excertos descontextualizados. não há referência, as pessoas também escrevem para serem lesadas nos seus direitos autorais.
esqueçam.
João | 15:02 |

4 Comments:

At 15/12/05 19:32, Blogger agent said...

"Yesterday was dramatic, today is almost ok."

Boa ideia! Cai o "almost" e vou ouvir o primeiro disco dos múm.

 
At 15/12/05 23:01, Blogger João M said...

A pessoa que escreveu isso por acaso ainda está de cama com febre. Vamos todos fazer pensamentos positivos a ver se o rapaz se cura.

 
At 16/12/05 11:59, Anonymous skizo said...

e assim se (des)constrói. e assim se faz também bonito.

 
At 16/12/05 13:58, Blogger O Puto said...

Infelizmente, comigo acontece apenas o "leio várias vezes... ganhar o seu sentido". A descontextualização é quase objecto de uma ciência humana exclusiva. É uma das mais frequentes práticas humanas. Senão o que chamas, por exemplo, ao julgamento pelas aparências? Oh, this would give cloth for sleeves...

 

Enviar um comentário

<< Home