.comment-link {margin-left:.6em;} <$BlogRSDUrl$>
_

_ sexta-feira, agosto 27, 2004 _


Meu amigo,
isto o que aconteceu foi muito simples meu amigo. O que aconteceu é que eu chego aqui e sou logo confrontado com certas e determinadas situações. Eu digo "então como é que é?", e os gajos "ah e tal!", e eu "tal não, ah tal não!". Então eu venho de lá de baixo e dizem que não sei quê, chego cá acima e parece que não? Em que é que ficamos? E os gajos, "ah, não sei que mais e o camandro", e eu "mau! queres ver que a gente tem que se chatear? Isto não pode ser!". Eu sou um gajo que estou aqui para trabalhar, quero trabalhar, e dizem-me, como aqui ouvi, "ah, não sei quê!". Mas que é isto? Isto não se faz, que eu sou um gajo que dou-me bem com toda a gente, sim senhor, dou-me bem, está tudo bem, e fazem-me isto! Depois há gajos que andam aí, que fazem trinta por uma linha, e depois passa tudo incólune, que é coisa que não percebo. É que assim deixo de vir aqui, passo a fazer a minha vida para outros sítios, sitios onde inclusivamente a malta me diz: "Eh pá, e tal, sim senhor!", e é para lá que vou, deixo de vir aqui pá! Porque quando vejo que há aí palhaços pá, que falam falam falam falam falam falam falam falam falam falam pá, e não os vejo a fazer nada pá, fico chateado, concerteza que fico chateado pá.

(autoria: gato fedorento produções)

João | 15:55 | 0 comments

Já sei para que serve trabalhar, recebi o primeiro ordenado.
João | 09:51 | 0 comments

_ quinta-feira, agosto 26, 2004 _


Só ontem é que fiquei ansioso.



Acho que recebo o primeiro ordenado amanhã. Mas vai ser difícil gastá-lo em coisas que não comida e transportes. Não tenho tempo para nada - tenho de decidir entre ir ao Colombo escolher alguns trapos ou lavar o chão da cozinha. Não gosto disto.
João | 09:29 | 0 comments

_ segunda-feira, agosto 16, 2004 _


Há uns meses escrevi que andava à procura de casa. Agora escrevo outra vez.
As condições que tenho nesta casa tornaram-se insuficientes, e também não tenho afinidades que me prendam aos outros habitantes. Eu uso Fairy e eles usam detergentes baratos. Não consigo perceber as pessoas que usam detergentes baratos. A diferença estabelece-se entre comprar um passe ou comprar bilhetes de autocarro todos os dias. O Fairy compensa mesmo! Adoro aqueles anúncios em que se vê pessoas dinâmicas e bem sucedidas (o sabonete Dove, pensos higiénicos, o iogurte líquido Actimel) a dizer que usam um determinado produto. Podia fazer isso pelo Fairy - fingir.
Desviei-me do assunto. Não sei bem o que procuro numa casa.

João | 20:29 | 0 comments

Gosto das frutas de estação: os morangos, as nêsperas, as ameixas, as cerejas. A melancia também, mas é um fruto difícil. Uvas brancas. Adoro figos.

João | 20:00 | 0 comments

such beautiful poses


João | 19:45 | 0 comments

_ terça-feira, agosto 10, 2004 _


Ando a ler o "Washington DC", do Gore Vidal. A par do Saramago, é o autor de quem mais livros li. Para aí uns cinco. Este comprei-o na Feira do Livro de Lisboa, por 2.5€.
Mas eu, acima de todos, já devia saber que o barato não compensa (há uma música do Donna Summer que se chama "Accept the cheap"). Resultado: a capa já há muito tempo se separou do bloco de páginas e hoje, na viagem de metro, encontrei duas páginas em branco. Na pág. 192, Peter e Diana discutiam o socialismo com o marido e pai da primeira. Intervalo em branco. Na pág. 195, Diana e Peter já partilhavam fluídos. O que terá acontecido com Peter e Diana? Vai-se do socialismo à infidelidade em duas páginas.
João | 20:17 | 0 comments

Tenho uma queda especial para encalhar na beleza subjectiva. Isto é, quando digo "ele é bonito" e me negam a opinião, defendo-me com um "pois, isso é subjectivo".
Exemplos: o rapaz estrábico dos Sonic Youth há 10 anos atrás. É verdade, tenho um fraquinho por estrábicos. Também sempre achei a Frida Khalo muito atraente (nos auto-retratos), apesar do bigode.
Outro exemplo: o Brad Meldhau. Deu um concerto à poucos dias cá em Lisboa. Acho-o muito bonito, apesar das camisas anti-sexo que usa na fotografias dos discos. Aliás, em 2002 comprei o "Songs (the art of trio, vol. 3)" só por causa disso. Não deve ser só a Kylie Minogue a vender discos por ser bonita, acho eu.





João | 19:53 | 0 comments